Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Vulcan: tradição e o possível futuro com a H2 [vídeo]

Vulcan: tradição e o possível futuro com a H2 [vídeo]

O nome Vulcan nasceu na década de 1980 na linha da Kawasaki, em suas motocicletas personalizadas ao melhor estilo custom. Desde então, a designação de modelo VN, salvo exceções como a S 650, é sinônimo de motores V-twin que variam de cilindrada. Bem, isso pode mudar mais uma vez, se o rumor de uma Vulcan equipada com o motor supercharger da naked Z H2 se confirmar.

O futuro da Vulcan com o H2

Recentemente surgiram rumores, segundo fontes internacionais, de que a Kawasaki poderia estar preparando uma custom com o insano motor da naked Z H2. Em resumo, trata-se do propulsor de quatro cilindros em linha de 998 cm³, que é sobrealimentado por um supercharger e gera cerca de 200 cv de potência máxima a 11.000 rpm, e 14 kgf.m de torque a 8.500 rpm.

A Kawasaki faria as mudanças necessárias no chassi da Vulcan e ajustaria o compressor de acordo com a nova proposta, em um trabalho de desenvolvimento cotado em três anos. Depois de pronto, o modelo remeteria a propostas como a que foi Yamaha VMax, uma motocicleta que inaugurou o conceito de “drag-bike” com o poderoso V4 de 1.200cc.

Vulcan 750: chegou a custom nipônica 

A principio, em 1985 a Kawasaki lançou mundialmente a Vulcan VN 700A, a primeira motocicleta da nova linha com o recém-chegado motor V-twin. Ainda surgiram variantes como a raríssima  VZ 750, com mudanças sutis no visual e claro, vários detalhes cromados. Mas foi em 1986 que chegou que a clássica 750, que despontou no mercado e assim permaneceu praticamente inalterada ao longo de seus 22 anos de produção.

Modelo foi a entrada da Kawasaki no segmento

Modelo foi a entrada da Kawasaki no segmento

No Brasil a Vulcan 750 foi vendida pela Kawasaki entre 1991 e 1998. Era uma custom com estilo chopper, destacada pelo guidão alto, grande roda dianteira e equipada com pneu relativamente estreito. À primeira vista, o tanque inclinado e curto entre-eixos davam o tom no design. O motor em V, com dois cilindros, arrefecido a líquido, produzia potência máxima de 68 cv a 7500 rpm e torque de 6.6 kgf.m a 6.500 rpm.

O mercado nacional da Vulcan

Desde a chegada da linha Vulcan na planilha de produtos da Kawasaki, diferentes modelos tiveram passagem pelo país. Entretanto, atualmente a única representante que segura as pontas no Brasil, e com saldo positivo, é a Vulcan S. Como resultado, a custom emplacou 820 unidades em 2019, ficando ao lado da Harley-Davidson Fat Boy em sua categoria no ranking das mais vendidas no mercado nacional.

Neste momento, por aqui temos apenas a Vulcan S

Neste momento, por aqui temos apenas a Vulcan S

A Vulcan 650 S foi a sua sucessora da 500, que era uma moto com design semelhante às suas concorrentes contemporâneas Yamaha XVS 650 Dragstar e Honda VT 600 C Shadow. Contudo, os aspectos tradicionais alimentam debates a respeito da versão S, sobre o que é uma “verdadeira custom”. Isso porque, a motocicleta lançada em 2015 é equipada com o motor presente também na Ninja 650, Z650 e Versys 650. O propulsor entrega 61cv de potência a 7.500 rpm e torque de 6,4 kgf.m a 6.600 rpm. Entretanto, não é um V-twin, mas sim um bicilíndrico em linha.

Variedade estrangeira 

Se line-up de customs da Kawasaki está solitário no país, lá fora a marca mantém uma ampla gama. A Vulcan 900, em suma, é equipada com motor V de 903cm³, que entrega potência de 50 cv a 5700 rpm e torque máximo de 8 kgf.m a 3700 rpm. O modelo desfruta de todo o estilo tradicional da linha e, inclusive já esteve disponível no Brasil, mas saiu do nosso mercado em 2015 e não voltou mais.

1700 Vaquero no melhor estilo custom old school

Em terras estrangeiras existe também a Vulcan 1700 Vaquero, equipada com um tradicional dois cilindros em V que rende 74 cv a 5.000 rpm e 14.9 kgf.m de torque a 2750 rpm. A série VN 1700 tem ainda a Voyager, uma versão bagger com amplo pára-brisa e malas rígidas laterais. Assim, a Voyager se posiciona no mercado mirando a Harley-Davidson Road Glide Ultra, enquanto a Vaquero embarca na pegada da Road Glide. Enfim, é uma briga bonita de modelos e que sim, queríamos ver por aqui.

Voyager ao melhor estilo Harley-Davidson CVO Limited

Voyager ao melhor estilo Harley-Davidson CVO Limited

Então, quer saber mais? Veja foto, ficha técnica e opine sobre elas no Guia de Motos!

Kawasaki Vulcan 650 S
Yamaha VMax 1200

Post a Comment