Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Dovizioso vence na ustria; Zarco e Morbidelli sofrem forte acidente

Dovizioso vence na ustria; Zarco e Morbidelli sofrem forte acidente


Foto: MotoGP/Divulgação

Neste domingo (16), Andrea Dovizioso apresentou mais um argumento para provar um ponto: o de que merecia ser mais valorizado pela Ducati. Um dia após anunciar que não segue na equipe italiana em 2021, Dovizioso venceu o GP da Áustria, quarta etapa da temporada 2020 da MotoGP. 

A corrida foi marcada por disputas intensas e uma série de reviravoltas, mas o que mais assustou a todos foi o forte acidente envolvendo Franco Morbidelli e Johann Zarco na nona volta da prova. As motos do ítalo-brasileiro e do francês atravessaram a pista e por centímetros não atingiram em cheio Valentino Rossi e Maverick Viñales. 

A corrida 

Enquanto o pole Viñales e o terceiro colocado Quartararo despencavam para quinto e nono, respectivamente, Miller assumia a liderança na largada. 

E na quarta volta a vida de Viñales piorou um pouco mais: ao tentar superar Joan Mir, o piloto da Yamaha perdeu tempo e a quinta posição para Quartararo, que começava a se recuperar na prova. Um pouco mais à frente, o duelo pela segunda posição entre Dovizioso e Pol Espargaró começava a ficar interessante, com Mir entrando no bolo. 

Duas voltas depois, Pol Espargaró assumia a liderança da prova, enquanto Quartararo e Viñales se enroscavam e permitiam a Miguel Oliveira assumir a quinta posição. O líder do campeonato viu a vida piorar ainda mais ao cometer um erro e escapar da pista, perdendo muito tempo. 


Foto: MotoGP/Reprodução

Forte acidente e prova interrompida 

Na nona volta, um acidente assustador entre Franco Morbidelli e Johann Zarco que quase fez Rossi e Viñales serem atingidos pelas motos de Morbidelli e Zarco obrigou a direção de prova a acionar a bandeira vermelha e interromper a prova para limpar a pista e substituir a proteção de ar (air fence) na parte interna da curva 3. 

Zarco se levantou imediatamente, aparentemente sem ferimentos, enquanto Morbidelli foi retirado de maca, mas logo se levantou e parecia estar bem. 

Na relargada, para 20 voltas, Pol Espargaró perdeu a ponta para Miller, com Dovizioso em terceiro. O piloto da Ducati logo superou o espanhol da KTM, que passou a sofrer pressão da dupla da Suzuki, com Alex Rins à frente de Joan Mir. 

Enquanto Miller tentava se distanciar de Dovizioso, Rins superava Pol Espargaró para assumir o terceiro posto. Com a aproximação de Rins, Dovizioso apertou o ritmo e logo a dupla estava na cola de Miller. A 12 voltas do fim, Pol Espargaró e Oliveira caíram juntos e abandonaram a prova. 

Na abertura da volta seguinte, Dovizioso assumiu a liderança da prova e Rins não quis deixar o piloto da Ducati escapar, pulando para a segunda posição. Entretanto, o sonho de Rins de buscar a vitória acabou a dez voltas do fim, quando o piloto da Suzuki perdeu a dianteira da moto e caiu. 

A cinco voltas do fim, Dovizioso parecia abrir a distância definitiva para vencer o GP da Áustria mais uma vez, enquanto Miller era pressionado por Mir na batalha pela segunda posição. Mais atrás, Binder vinha em um solitário quarto lugar, mas viu Rossi se aproximar perigosamente nas voltas finais, mas sem sucesso. 

Quem conseguiu ganhar posição no fim foi Mir, que se aproveitou de um erro de Miller na penúltima curva para terminar em segundo, conquistando o primeiro pódio na MotoGP. E Dovizioso, um dia após anunciar a saída da Ducati no final do ano, dá para fabricante a vitória de número 50 na MotoGP. 

Binder foi o quarto, Rossi o quinto e Takaaki Nakagami o sexto. Danilo Petrucci foi o sétimo, Quartararo o oitavo, Iker Lecuona o nono e Viñales, apesar dos problemas no meio da prova, conseguiu terminar em décimo. 

Com os resultados do GP da Áustria, o campeonato está ainda mais aberto. Quartararo segue na liderança, com 67 pontos. Doviziozo assumiu a vice-liderança, com 56, seguido por Viñales, com 48 pontos. Na Moto2, Jorge Martin venceu pela primeira vez na classe intermediária, enquanto Albert Arenas venceu mais uma vez na Moto3. 

Na próxima semana, a MotoGP segue no Red Bull Ring e realiza o GP da Estíria. Confira o resultado final do GP da Áustria de MotoGP:

























Pos. Pontos Num. Piloto Equipe Moto Tempo/Dif.
1 25 4 Andrea DOVIZIOSO Ducati Team Ducati 28’20.853
2 20 36 Joan MIR Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1.377
3 16 43 Jack MILLER Pramac Racing Ducati 1.549
4 13 33 Brad BINDER Red Bull KTM Factory Racing KTM 5.526
5 11 46 Valentino ROSSI Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha 5.837
6 10 30 Takaaki NAKAGAMI LCR Honda IDEMITSU Honda 6.403
7 9 9 Danilo PETRUCCI Ducati Team Ducati 12.498
8 8 20 Fabio QUARTARARO Petronas Yamaha SRT Yamaha 12.534
9 7 27 Iker LECUONA Red Bull KTM Tech 3 KTM 14.117
10 6 12 Maverick VIÑALES Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha 15.276
11 5 41 Aleix ESPARGARO Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 17.772
12 4 51 Michele PIRRO Pramac Racing Ducati 23.271
13 3 73 Alex MARQUEZ Repsol Honda Team Honda 24.943
14 2 38 Bradley SMITH Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 24.868
15 1 35 Cal CRUTCHLOW LCR Honda CASTROL Honda 27.435
16 53 Tito RABAT Esponsorama Racing Ducati 28.502
17 6 Stefan BRADL Repsol Honda Team Honda 28.609
Não completaram        
  42 Alex RINS Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 10 voltas
  44 Pol ESPARGARO Red Bull KTM Factory Racing KTM 12 voltas
  88 Miguel OLIVEIRA Red Bull KTM Tech 3 KTM 12 voltas
  21 Franco MORBIDELLI Petronas Yamaha SRT Yamaha 0 voltas
  5 Johann ZARCO Esponsorama Racing Ducati 0 voltas

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Post a Comment