Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  M 1000 RR: a superesportiva dos sonhos com 212 cv e 192 kg

M 1000 RR: a superesportiva dos sonhos com 212 cv e 192 kg

A BMW apresentou a exclusiva M 1000 RR, sua nova superesportiva derivada da S 1000 RR, uma moto inspirada e equipada com elementos do World SBK para os pilotos mais entusiasmados com esportividade e alto desempenho.

A nova BMW M 1000 RR enfatiza seus genes de corrida com a pintura branca e o esquema de cores M Sport com as cores azul claro, azul escuro e vermelho. Outras características da “M RR” são as tampas do motor cinza granito e a tampa do tanque de combustível pintada de preto.

Veja também:
KTM 390 Duke: mobilidade com diversão e adrenalina
Programa traz facilidades para motofretistas em SP
Veja na MOTOCICLISMO 273

“Com a M RR conseguimos subir de nível em cada seção. É mais leve e rápida, e foi desenvolvida exclusivamente para oferecer o máximo de desempenho, que pode ser sentido desde o primeiro metro. Considerando o que este novo produto oferece e seu tempo de desenvolvimento extremamente curto, ainda não acredito que seja uma realidade”, disse Stephan Loistl, chefe de desenvolvimento da M 1000 RR.

Motor

A nova “M RR” emprega um motor de quatro cilindros em linha baseado no da S 1000 RR, com tecnologia BMW ShiftCam para variação do tempo de abertura da válvula e curso da válvula na admissão, atingindo sua potência máxima de 212 cv a 14.500 rpm, com torque máximo de 11,4 kgf.m entregue a 11.000 rpm. A velocidade máxima de giro ganhou 500 rpm e agora chega a 15.100 rpm. O peso é de 192 kg.

O motor da “M RR” ganhou extensas otimizações técnicas, como bloco do motor compacto e mais leve, com manivelas de titânio Pankl mais longas e 85 gramas mais leves para reduzir o atrito e o peso, novos pistões forjados Mahle com dois anéis, câmaras de combustão redesenhadas, taxa de compressão aumentada para 13,5:1, sistema de admissão independente e otimizado com tomadas de admissão mais curtas para otimizar a troca de gás em altas velocidades de rotação, válvulas de titânio no lado do escape, com novo conjunto de molas e eixos comando de válvulas balanceados e novo sistema de escape totalmente em titânio, mais leve e com apenas 3,657 kg. A embreagem é deslizante e otimizada com controle de largada.

Aerodinâmica

No entanto, a área decisiva e mais importante no desenvolvimento da nova “M RR” tem sido a aerodinâmica. Além da maior velocidade máxima possível e absolutamente necessária para vencer corridas, nas especificações técnicas da “M RR” havia outro objetivo fundamental: estabelecer o melhor contato possível das rodas com o asfalto, especialmente durante as acelerações. As asas na carenagem foram desenvolvidas durante testes intensivos de circuito e no túnel de vento do BMW Group e são feitas de fibra de carbono transparente, geram carga aerodinâmica e, portanto, cargas adicionais sobre as rodas de acordo com a velocidade.

Esta carga adicional na roda dianteira neutraliza a inclinação do conjunto e ajuda o controle de tração a regular menos potência. Como resultado, há mais potência aplicada à aceleração e o piloto consegue voltas mais rápidas na pista. O efeito das asas também é perceptível nas curvas e na frenagem, pois a carga aerodinâmica permite frear mais tarde e garante maior estabilidade nas curvas.

Chassi

O chassi da nova “M RR” é baseado no da S 1000 RR, com as vigas de alumínio superiores como peça central. Possui um garfo invertido otimizado e 220 gramas mais leve, bem como um suporte do monoamortecedor traseiro revisado, com mola azul e sistema Full Floater Pro. O principal objetivo do design do novo chassi era alcançar os melhores tempos de volta possíveis, por isso o chassi da “M RR” é projetado impreterivelmente para circuitos, mas também convence por seus dotes em estradas.

O design do chassi é totalmente sintonizado para uso em pista, com geometria modificada, distribuição otimizada de peso e capacidade de ajuste da ancoragem do pivô da balança estendida e mais leve. Atenção especial foi dada à otimização da condução, controle de frenagem e anti-mergulho, bem como a melhor sensibilidade possível do piloto para com as rodas dianteira e traseira.

A nova “M RR” é a primeira motocicleta BMW a contar com freios “M”. Eles foram desenvolvidos diretamente das motos BMW Motorrad do Campeonato Mundial de Superbike e fornecem o máximo controle e resistência à fadiga. Externamente, as pinças de freio “M” têm um revestimento anodizado azul com o logotipo “M” estampado. Os aros em fibras de carbono são outro componente de alta tecnologia para o desempenho máximo nas pistas e estradas. A corrente “M” endurance é otimizada para atrito com tratamento DLC e livre de manutenção.

Eletrônica avançada

O painel de instrumentos da nova “M RR” tem 6,5 polegadas e o mesmo design básico da S 1000 RR, mas possui uma inédita animação M-start. Como equipamento opcional, você pode adquirir um código de ativação do exclusivo pacote de corrida “M”, um acessório original BMW Motorrad que pode ser usado para fornecer aquisição completa de dados com o uso do transponder portátil “M GPS” e do data logger “M GPS”, através da interface OBD do painel de instrumentos.

A BMW M 1000 RR traz modos de condução “Rain”, “Road”, “Dynamic”, “Race” e “Race Pro 1-3” e a última geração do DTC Dynamic Traction Control, com caixa de sensores inercial IMU de 6 eixos. Duas curvas ajustáveis do acelerador para uma resposta ideal. Freio do motor com torque de retenção triplo ajustável no modo “Race Pro” e Shift Assistant Pro para subir e descer as marchas sem embreagem, com fácil reversibilidade da direção das mudanças para uso em circuito.

Também fazem parte do pacote o Controle de Lançamento para largadas perfeitas em corridas e Pit-Lane-Limiter para velocidade precisa no pit lane, e o assistente de arrancada em ladeiras Hill Start Control Pro.

A bateria de lítio é super leve e a M 1000 RR vem equipada com tomada de carregamento USB na parte traseira, iluminação total LED, controle de velocidade adaptativo eletrônico, punhos aquecidos e tampa do assento do passageiro para deixá-la monoposto, para as corridas ou track days.

A nova BMW M 1000 RR estará à venda a partir de 33.800 euros, ou seja, 14.250 euros a mais do que a S 1000 RR “padrão”.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Post a Comment