Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Dakar: Honda na frente; drama na Yamaha e Husqvarna

Dakar: Honda na frente; drama na Yamaha e Husqvarna

O Dakar 2021 segue com uma disputa intensa na Arábia Saudita, depois da maratona de domingo e a oitava etapa disputada. Nos dois dias tivemos a primeira vitória do atual campeão da Honda e o abandono do principal competidor da Husqvarna. Isso sem falar da Yamaha, que sofreu uma retirada no time e perdeu tempo com seu principal piloto.

Sábado foi dia de descanso no rali para pilotos… Mecânicos tiveram trabalho pesado para fazer.

Dakar 2021 – Etapa 7 maratona de domingo

O atual campeão Ricky Brabec (Honda) ocupava apenas o 13º lugar na primeira parte da etapa maratona, entre Ha’il e Sakaka. Mas depois de um início de dia relativamente lento, aos poucos Brabec começou a buscar o líder Toby Price (KTM) antes de finalmente se livrar do oitavo waypoint.

Outro piloto da Honda, Kevin Benavides, emergiu do nada para assumir a liderança no décimo ponto de passagem, mas caiu mais de 10 minutos no restante da etapa, permitindo que Brabec recuperasse o primeiro lugar.

Ross Branch foi ao chão depois da correia se soltar, a perda de tempo nas areais levou o piloto da Yamaha às lágrimas

Esse resultado marcou a primeira vitória do piloto americano na edição de 2021, sem contar o Prólogo que determinou a ordem de largada da primeira etapa do rally. Depois de perder a liderança, Price caiu para a nona posição antes de melhorar para reivindicar o sétimo lugar, terminando a cinco minutos do primeiro.

A Yamaha sofreu um grande golpe quando Ross Branch, seu piloto líder na classificação, caiu após apenas 31 km da etapa. Branch acabou conseguindo consertar a moto e finalizar, mas perdeu mais de 40 minutos para seus rivais e agora está fora do top10. Confira no vídeo todo o drama e ação da etapa maratona.

Dakar 2021 – Etapa 8

O chileno José Cornejo (Honda) assumiu a liderança do Dakar nesta segunda-feira. Inicialmente atrás de Price (KTM), Cornejo aproveitou a vantagem no waypoint de 307 km e conseguiu esticar uma vantagem de 1m06s sobre o piloto australiano.

O atual campeão Brabec (Honda) terminou o dia em terceiro, 2m50s atrás do companheiro de equipe Cornejo, enquanto Sam Sunderland (KTM) e outro piloto da Honda, Joan Barreda, ficaram entre os cinco primeiros.

Soultrait sofreu acidente e deixou o Dakar 2021

Durante a noite, o piloto da Husqvarna, Xavier de Soultrait, foi forçado a sair do rali, após uma queda na marca do 267 km. O francês teve que ser retirado do evento de avião e levado ao hospital para fazer radiografias.

Após a grande perda de tempo de Ross Branch no domingo, o time da Yamaha sofreu mais um revés nesta segunda-feira. Franco Caimi teve problemas no motor e foi forçado a se retirar. Restam apenas Branch e Adrian van Beveren do plantel de fábrica da marca japonesa, provisoriamente em 13º e 14º na geral.

Amanhã, terça-feira, acontece a nona das 12 etapas, nos arredores da cidade de Neom. Serão 579 quilômetros, 465 deles de especiais – cronometradas.

Cornejo e Honda lideram até aqui o Dakar 2021, a pouco mais de um minuto da KTM de Price

Top5: ranking geral das Motos após 8 etapas

1) #4 (Chl) Jose Ignacio Cornejo Florimo – Honda Team 2021     32h 00′ 11”
2) #3 (Aus) Toby Price – KTM Factory Team     32h 01′ 17”  + 00h 01′ 06”
3) #5 (Gbr) Sam Sunderland – KTM Factory Team     32h 06′ 08”  + 00h 05′ 57”
4) #47(Arg) Kevin Benavides – Honda Team 2021     32h 13′ 09”   + 00h 12′ 58”
5) #88(Esp) Joan Barreda Bort – Honda Team 2021     32h 16′ 16” + 00h 16′ 05”

Roteiro Dakar 2021

1ª etapa: 03/01 –  Jidá até Bisha – 277 km de especiais, 622 km de percurso total
2ª etapa: 04/01 – Bisha até Wadi Al Dawasir– 457 km de especiais, total de 684 km
3ª etapa: 05/01 –  Wadi Al Dawasir – 403 km de especiais, 630 km no total
4ª etapa: 06/01 – Wadi Al Dawasir até Riad– 337 km de especiais, total de 813 km
5ª etapa: 07/07 – Riad até Burayda – 419 km de especiais, total de 625 km
6ª etapa: 08/01 – Burayda até Ha’il – 485 km de especiais, 655 km no total
Descanso: 9/01 – Competidores recarregam as energias em Há’il
7ª etapa: 10/01 – Ha’il até Sakaka (maratona) – 471 km de especiais, 737 km no total
8ª etapa: 11/01 – Sakaka até Neom – 375 km de especiais, 709 km no total
9ª etapa: 12/01 – Neom – 465 km de especiais, 579 km no total
10ª etapa: 13/01 – Neom até AlUla– 342 km de especiais, total de 583 km
11ª etapa: 14/01 – AlUla até Yanbu – 511 km de especiais, 557 km no total
12ª etapa: 15/01 – Yanbu até Jidá  – 225 km de especiais, 452 km no total

Brasileiros nos UTVs

Nos UTVs, o chileno Francisco ‘Chaleco’ López Contardo, um dos principais nomes da categoria,  foi o vencedor da sétima especial, superando o saudita Saleh Alsaif. O top3 foi completado pela dupla brasileira Reinaldo Varela e Maykel Justo.

Os competidores do Brasil novamente lideraram grande parte da disputa, mas terminaram na terceira posição depois de ter um pneu furado. Isso a apenas 1 km da chegada. De acordo com Varela, o trecho cronometrado teve poucas dunas. O piloto ainda relatou dor no pé direito, depois de forçar o acelerador por retas intermináveis nas areias.

Já o brasileiro Gustavo Gugelmin, que navega para o norte americano Austin Jones, finalizou a etapa em 7º. Eles figuram em segundo no ranking geral, a 9mim 31s atrás dos líderes da classe e a frente da dupla Varela e Justo, que estão em 6º. O oitavo dia de ação dos UTVs segue ainda em progresso na Arábia Saudita.

Post a Comment