Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Miller é operado, mas não deve perder próxima etapa da MotoGP

Miller é operado, mas não deve perder próxima etapa da MotoGP

Após estrear pela equipe de fábrica da Ducati nos GPs do Catar e de Doha, o australiano Jack Miller foi submetido a uma cirurgia na última terça-feira, dia 6  de abril, para corrigir uma síndrome compartimental em seu antebraço direito.

Também conhecida como arm pump, a síndrome compartimental é um problema frequente em pilotos de moto. Ela é resultado do aumento da pressão em determinada parte do corpo, limitações funcionais ao membro afetado, como dor e perda de força.

Miller foi operado pelo Doutor Xavier Mir em Barcelona, e ficará em observação por 24 horas antes de iniciar sua reabilitação, que pode levar até três semanas. Porém, a Ducati espera que o piloto da moto de número #43 tenha condições de entrar em pista para a disputa da terceira etapa da MotoGP, o GP de Portugal, programado para ser disputado entre 16 e 18 de abril.

O australiano destaca que a se sente bem após a realização da cirurgia, e não vê a hora de iniciar sua reabilitação. “Se as etapas ocorrerem normalmente poderei voltar às pistas já em Portugal. Agradeço ao Dr mir e a todos os envolvidos em meu procedimento pela disponibilidade e pelo atendimento”, finaliza.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Assim como Miller, o espanhol Iker Lecuona, da Tech3 KTM, também foi submetido a um procedimento para tratar de arm pump.

Com dois nonos lugares nas duas primeiras etapas da MotoGP disputadas no Catar, Miller ocupa a 9ª colocação do campeonato, com 14 pontos. O francês Johann Zarco, da Pramac, lidera a disputa com 40 pontos, seguido por seu compatriota Fabio Quartararo e pelo espanhol Maverick Viñales, ambos da Yamaha e com 36 pontos. Já Lecuona não pontuou nas duas provas.

Post a Comment