Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Descendo a serra do mar de Honda CB 650R

Descendo a serra do mar de Honda CB 650R

Texto em colaboração com Trinity 

Quantas vezes colocamos a cabeça no travesseiro pensando em onde ir? Meio desanimado por não ter companhia, não ter ideia ou por não ter tempo. Enfim, o objetivo dessa matéria é que isso não aconteça. Na pior das hipóteses, a dúvida ficará em decidir entre várias opções. 

O destino dessa vez é a muito conhecida Santos, no litoral paulista. A menos de 80km da capital!

Estou sempre em Santos por causa do trabalho, ótimo lugar para fotografar as motos e fazer matérias como essa, além obviamente de muitos amigos. 

Nem sempre temos o alvará longo, e ficamos entre ir ou não ir. Neste caso, Santos está do lado da capital paulista! Vá!  Nem se for para dar um mergulho e voltar, já recarrega as baterias e descarrega a cabeça!

Mas vamos ao que interessa, pois vou dar algumas dicas para fazer esse rolê durante um dia e conhecendo lugares que normalmente não são visitados por quem mora tão perto de lá.

A escolha da moto

A moto escolhida para essa “fugida” da capital, foi a Honda CB 650R. Essa moto é um espetáculo de design, com o estilo Neo Sports Cafe ela une o clássico com o moderno.  Além disso, ela possui um motor 650cc com 4 cilindros que gera 88,4 cv de potência. Mas será que ela é confortável para viajar?

Estrada 

A viagem começa pela escolha de qual caminho escolher para descer a serra, Imigrantes ou Anchieta? Normalmente, a passeio, gosto de descer por um e subir por outro, o visual de um e as curvas do outro se completam, mas, a Imigrantes é muito mais espaçosa. Fique à vontade para escolher, mas cuidado com os radares, não de bobeira!

A cidade de Santos

Na chegada em Santos, perto da região portuária já começam os atrativos. O centro histórico está sendo “arrumado” e tem prédios belíssimos! Quer ter uma ideia do que ver?

Vá para a Praça Visconde de Mauá, nela está o imponente prédio da Prefeitura Municipal e em seu entorno, alguns lugares para tomar o café da manhã, porque não um velho e bom pingado e pão com manteiga? Estaciona a moto com calma (tem vários estacionamentos para você ficar tranquilo), toma o café, deixa a roupa pesada na moto e,  andando pela praça e seu entorno é como se viajasse no tempo. 

Na região ainda é possível encontrar, o museu Pelé e a Estação do Valongo (1867), de onde sai o Bonde Turístico de Santos, que está ao lado do Santuário Santo Antônio do Valongo.

Uma opção legal é fazer o passeio de bonde. Ele custa R$7,00 e dura aproximados 40 minutos, passando por  vários pontos de interesse histórico e cultural com guia a bordo, dá para aprender bastante coisa, é uma viagem no tempo incrível! Enquanto se passeia pela região, impossível não imaginar como era a vida das pessoas circulando em seus trajes mais finos, arrumados… 

O museu Pelé, está em frente à estação, imperdível! Não estamos falando de futebol, estamos falando do Rei Pelé! Esse museu é muito bem montado e tem muitas histórias da vida do maior jogador de todos os tempos, faz parte da história de nosso país. Reserve uma horinha pelo menos.

Saindo do centro histórico, a próxima parada é na vila mais famosa do Brasil, a surpreendente Vila Belmiro. Ela está a 3 quilômetros do centro histórico e, antes de parar a moto, de uma volta completa no estádio, eu fiquei espantado na imensidão desse lugar.


Estádio dos Santos Futebol Clube – Vila Belmiro – Arquivo pessoal: Trinity

Além da loja de souvenirs, existem dois tipos de passeios no estádio, se quiser ter acesso a sala de imprensa, vestiário, campo, vá na visita monitorada, é bem legal! Esse histórico estádio faz parte da história do Brasil. Independente do time que torce, realmente vale a pena a visita!

Saindo da Vila, você estará na Avenida Bernardino de Campos, canal 2, siga em direção a praia, vamos mudar de ares e procurar algo para comer, pois pelas minhas contas já passou da hora de comer alguma coisa e na região da orla tem bastante opções para se alimentar.


Orla de Santos e Honda CB 650R – Arquivo pessoal: Trinity

Mas, se alimentando ou não, pegue a avenida da praia no sentido da balsa, nesse trajeto existem algumas paradas que vale a pena, é só uma questão de ótica.

A Basílica Menor de Santo Antônio do Embaré, vale a pena uma parada. Construída no estilo Neogótico em 1945, está “espremida”em meio a prédios, muitas vezes nem é notada. Dá uma olhadinha por dentro também, ela é linda mesmo!

Continuando sentido balsa, irá passar por alguns pontos interessantes, importante ir passeando devagar para observar tudo que der, sem perder a atenção no trânsito. Tem o Aquário Municipal, o Museu da Pesca, e do outro lado do canal, uma construção imponente, estará o Museu Histórico da Fortaleza de Santos.

Uma dica boa: Passando em frente ao Aquário, marque 1,3km e olhe à esquerda, na esquina deve ter um carrinho de Mate, faça o retorno e dê uma paradinha para saborear um mate gelado com limão, já está prestes a retornar mesmo, vale a parada!

Seguindo, é hora de arrumar nossa proa para Sampa, e seguiremos no rumo do porto, para fazer uma caminho diferente. Logo no início, essa área foi revitalizada e fizeram um painel muito bonito (vide foto) que pode valer a parada.


Porto está sendo revitalizado – Arquivo pessoal: Trinity

Seguindo a região portuária, é só observar as placas para chegar a Anchieta ou Imigrantes para subir a serra de volta.

Como se saiu a CB 650R na estrada?

A motocicleta Honda CB 650R, apesar do seu ar de esportiva ela se apresentou uma moto mega confortável, foi uma surpresa agradável passear pelas ruas de paralelepípedos do centro antigo de Santos, em conjunto com a embreagem deslizante, ela consegue se sair bem no centro de grandes cidades. 

Na estrada o motor de 4 cilindros de 88,4cv e torque já em baixa rotações, responde muito bem, garantindo segurança em ultrapassagens. Os freios ABS nas duas rodas conta com 2 pinças de 2 pistões na roda dianteira e segura bem a moto até em áreas com pouca aderência, facilmente encontrada na descida da serra do mar.

O painel é multicolorido e de fácil visualização, seja durante o dia ou à noite. A Honda CB 650R conta com controle de torque HSTC que monitora a aceleração da motocicleta, permitindo maior precisão e tração para explorar toda a potência disponível. 

Com isso, a CB 650R se torna uma moto friendly, isto é, uma esportiva fácil de pilotar e com muito conforto. Mas, caso queira uma emoção a mais, desligue o controle de torque HSTC e aproveite a pilotagem mais esportiva. 

O dia rendeu bastante, boas memórias, belas imagens e um dia muito bem aproveitado!

Bom descanso!

 


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Post a Comment