Welcome to Evently

Lorem ipsum proin gravida nibh vel veali quetean sollic lorem quis bibendum nibh vel velit.

Evently

Stay Connected & Follow us

Simply enter your keyword and we will help you find what you need.

What are you looking for?

Good things happen when you narrow your focus
Welcome to Conference

Write us on info@evently.com

Follow Us

  /  fique ligado!   /  Seminovas: veja 7 motos por até R$ 15 mil

Seminovas: veja 7 motos por até R$ 15 mil

Muitas vezes vale a pena comprar uma moto seminova, especialmente pela relação custo e benefício. O negócio fica ainda mais atraente quando os preços das 0km inflacionam, algo que tem acontecido nos últimos meses aqui no Brasil. Por isso, fizemos esta lista de seminovas com 7 motos por até R$ 15 mil.

Veja também:

A título de curiosidade, lembre a lista que fizemos há exatamente 12 meses com motos por até R$ 10 mil. Você irá notar que a alta nos preços das motos novas levou muitos compradores para as seminovas ou usadas e que essas, naturalmente, também acabaram por ficar mais caras. Algumas quase 30% mais, aliás.

Precisamos fazer duas observações de antemão. Primeira, são considerados veículos seminovos aqueles com até 3 anos de uso e, preferencialmente, com apenas um dono até então.

Versão ABS apenas na combinação amarela com rodas pretas: R$15.490

As street 250 da Honda e Yamaha, Twister e Fazer, ficaram de fora da nossa lista de motos por até R$ 15 mil. Seminovas têm, em média, preços de R$ 16.488 e R$ 17.029

E segunda, consideramos aqui os valores da Fipe, referência na precificação de veículos no Brasil, que podem ter pequenas variações (para mais ou menos) considerando aspectos específicos da moto avaliada, como a quilometragem e estado de conservação.

Modelos como as Bros 160, PCX e NMax 0km até poderiam estar na lista… desde que custassem os valores sugeridos pelas fabricantes. Nestes casos, preços praticado pelas concessionárias supera os R$ 15 mil

Chega de papo! Saiba quais as melhores opções quando buscamos uma seminova e não dispomos de um grande orçamento à disposição. Veja nossa lista com motos por até R$ 15 mil. Ah! E as motos estão organizadas por ordem crescente de preços.

1 – Yamaha Crosser 2019 (R$ 13.120)

A primeira da nossa lista de seminovas por até R$ 15 mil é a Crosser S. A trail tem preço médio de R$ 13.120 em seu modelo 2019. Se você preferir uma 0km, saiba que ela custa em média R$ 15.974 nas concessionárias.

Econômica, robusta e com bom nível de acabamento, Crosser pode ser a opção de seminova para quem procura versatilidade

Apresentada em 2014, a Crosser compartilha o mesmo motor e câmbio da Fazer 150. É uma pequena usina de 149 cm³, que gera 12,4 cv (7.500 rpm) de potência e 1,3 kgf.m (5.500 rpm) de torque máximos. Em 2018 passou a ser dividida nas versões S e Z, com paralama dianteiro baixo e alto, respectivamente.

A bicuda versão Z chegou um ano antes, em 2018, numa tentativa de reconquistar os viúvos da XTZ 125

Se destaca pelo bom nível de acabamento, tanto no painel quanto nos plásticos e demais componentes. No nosso teste, fizemos média de consumo de 32,1 km/l no percurso pelo qual rodamos.  E rodamos, aliás. Tranqueira das cidades, buracos, rodovia, com garupa, com mochila, só piloto, subindo, descendo. Relembre o teste.

2 – Honda CG Titan 25th Anniversary 2019 (R$ 13.125)

Em 2019, a Honda celebrou os 25 anos da linha Titan. Para celebrar a data, lançou a edição especial CG 160 Titan 25th Anniversary, limitada a apenas 8 mil unidades.

Titan Anniversary Edition foi limitada a apenas 8 mil unidades – menos de 30% do volume de vendas do modelo em um único mês

O modelo tinha uma série de itens exclusivos, com grafismo e cores únicos. O dourado das rodas e detalhes harmoniza com as cores que predominam nesta edição comemorativa, com prata no tanque e preto na traseira. Também há o selo ’25th anniversary’ sobre o tanque e uma grande grafia do nome Titan, na lateral.

Modelo tem mecânica idêntica mas visual exclusivo em relação a Titan

Caso você tenha a sorte de encontrar uma unidade à venda, saiba que seu preço médio fica na casa dos R$ 13.125. Mas se a 160 custa isto, então qual é o preço de 250 seminova? Para rodar de Twister você vai desembolsar algo na casa dos R$ 16.488, enquanto para rodar de Fazer custará R$ 17.029 – ambas sendo 2019.

3 – Yamaha NMax 2019 (R$ 13.129)

O NMax é um dos scooter com melhores números de emplacamentos do país, aparecendo na terceira posição no ranking de 2020 – atrás apenas dos Honda PCX e Elite 125. Apesar do preço sugerido pela fabricante de R$ 15.290 numa 0km, o valor médio praticado pelas concessionárias é de R$ 16.655.

Apesar do preço sugerido R$ 15.290 numa 0km, o valor médio praticado pelas concessionárias é de R$ 16.655. Ou seja, se você só tem R$ 15 mil precisará ir de NMax seminova

Ele foi lançado em 2016, já como modelo 2017, e logo agradou pelo bom desempenho do motor (de 15 cv), consumo perto dos 40 km/litro e eletrônica, com direito a farol de LED e freios ABS. Aproveitando, relembre o teste com o NMax de primeira geração.

No ano passado, a Yamaha atualizou seu principal scooter. O design recebeu melhorias discretas e o pacote eletrônico recebeu SmartKey (sistema de partida sem chave), tomada 12v e lanterna em LED e sistema StartStop. Já o espaço sob o assento foi levemente ampliado, para 25 litros.

4 – Dafra Next 300 2020 (R$ 13.652)

O Next 250 já entrou no mercado preparado para uma briga de cachorro grande. Quando foi lançado, em 2012, Honda CB 300R e Yamaha Fazer 250 eram modelos consolidados e o estreante precisava apresentar algo diferente para se destacar dos rivais. Desta forma, apostava na performance do motor arrefecido a líquido e seus 25 cv. Deu certo.

A Next 300 é opção para quem busca rodar de street média e não quer ser confundido na multidão. Principal destaque é o desempenho do motor arrefecido a líquido

Porém, o modelo perdeu fôlego aos poucos. Para reverter o quadro, a Dafra anunciou a Next 300 em 2017. Além de mudanças sutis no visual, tinha motor com capacidade ampliada de 249 cm³ para 278 cm³, elevando a potência e torque para 27 cv a 7.900 rpm e 2.65 kgf.m a 6.500 rpm.

Aqui um registro do nosso teste com a Next 250. Modelo chegou a vender mais de 4 mil unidades em apenas um ano… mas número foi caindo pouco a pouco

Mas a nova geração não emplacou e sobreviveu apenas três anos. Se a 250 chegou a vender mais de 4 mil unidades em apenas um ano, seus números caíram gradativamente até as 390 unidades registradas em 2019 e 93 de 2020. Assim, saiu de linha no calendário passado, junto do Cityclass. Porém, ainda pode ser uma boa opção para quem quer rodar de moto intermediária e se destacar na multidão.

5 – Dafra NH 190 2021 (R$ 13.785)

A NH 190 é mais uma opção entre as motos por até R$ 15 mil. Aliás, se mesmo uma unidade 0km pode ser encontrada por este valor quem optar por uma seminova volta para casa com dinheiro para encher o tanque e comprar alguns acessórios.

Dafra NH 190 se destaca pelo visual incomum, com direito a carenagem volumosa em torno do tanque e o escapamento que acompanha a traseira à distância

O modelo é fabricado pela taiwanesa SYM e montado no Brasil pela Dafra, dando continuidade a uma parceria que já obteve sucesso em outros casos, como nos scooter Citycom 300 e Maxsym 400i. Assim, representa o ingresso “da marca no segmento de motos de uso misto”.

Economia e desempenho foram pontos fortes da NH 190 em seu teste

Além do visual incomum, seu diferencial está no motor. Com arrefecimento a líquido, o monocilíndrico de 183 cm³ produz 18 cv (8.500) e 1,6 kgf.m (7.500 rpm), apresentando funcionamento linear, progressivo e com pouca vibração. O câmbio é de 6 velocidades. Também há painel digital, tomada USB e iluminação full LED. Veja o teste com a NH 190.

6 – Haojue DR 160 2021 (R$ 14.438)

Com a chegada da Haojue DR 160 FI, um novo páreo entre as street de 150/160 cilindradas surgiu. O modelo tem visual agressivo e um conjunto mecânico que promete bom desempenho e economia – de quase 50km/litro, segundo a fabricante.

A DR 160 é pura esportividade. Banco bi-partido, spoiler no motor e linhas marcadas combinam com os freios a disco nas duas rodas e suspensão dianteira invertida

O visual esportivo conta com spoiler no motor, traseira ascendente e no banco bipartido. Ainda, há garfo invertido na dianteira e suspensão monoshock atrás, algo inédito na categoria – assim como os discos de freio, com sistema CBS, nas duas rodas. Na lista ainda tem iluminação full LED e painel digital.

DR 160 exposta no stand da HaoJue durante o Salão Duas Rodas 2019

O motor da DR 160 é um monocilíndrico, arrefecido a ar, de 162 cm³. Alimentado por injeção eletrônica, gera 15 cv de potência e 1,43 kgf.m de torque máximos, a 8.000 e 6.500 rpm, respectivamente. O câmbio é de cinco velocidades.

7 – Honda Bros 160 ESDD 2019 (R$ 14.610)

E assim nós abrimos e fechamos nossa lista com motos seminovas por até R$ 15 mil com uma trail. Quem encerra a conta é a Bros 2019, em sua versão ESDD, com preço médio de R$ 14.610. Caso você faça questão de levar uma 0km para casa, saiba que nas concessionárias ela custa aproximadamente R$ 17.040.

Bros 160 chegou ao ano de 2019 sem grandes mudanças, exceto as tradicionais alterações em cores e grafismos

Seu motor é o mesmo da Titan, um monocilíndrico de 162,7 cm³ e que gera 14,7 cv a 8.500 rpm e 1,6 kgfm a 5.500 rpm. Além disso, a ESDD conta com freio a disco na roda dianteira, frenagem combinada (CBS) e partida elétrica. Nada muito incomum, mas o suficiente para lhe afastar da versão de entrada.

Aqueles de desejam mais potência têm duas opções. Ou investem mais de R$ 15 mil ou compram uma moto mais velha. Seminovas, as XRE 190, 300 e Lander custam R$ 16.069, R$ 20.846 e R$ 17.530, respectivamente

Se a questão for potência será preciso desembolsar mais. Uma XRE 190 ano 2019 custa em média R$ 16.069, enquanto a XRE 300 do mesmo ano sai por R$ 20.846. A concorrente XTZ 250 Lander, já da geração com ABS, é avaliada em R$ 17.530.

Post a Comment